Assistência Social

GARANTIA

Sedes organiza estratégia de segurança alimentar para público vulnerável

Iniciativa está baseada na Lei Orgânica da Assistência Social

Publicado em: 31/03/2020 por Sara Batalha

Secretaria de Desenvolvimento Social

Sedes organiza estratégia de segurança alimentar para público vulnerável

Medida buscar garantir a segurança alimentar às famílias em situação de vulnerabilidade social (Foto: Sara Batalha)

Na segunda-feira, 30, equipe de coordenadores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Sedes, discutiu estratégias de segurança alimentar. Ficou acordada a distribuição ordenada, de cestas de alimentos às famílias assistidas pelo Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família, PAIF, ou seja, aquelas que são acompanhadas regularmente pelos CRAS e Serviços de Convivência. A distribuição tem início previsto nesta quarta-feira, 01, e será gradativa, sendo um Cras por dia.

Secretária da Sedes, Janaína Ramos explicou a decisão pela distribuição de cestas, acordada com os coordenadores. “Em um primeiro momento nós pensamos em distribuir marmitas com refeição preparada no Restaurante Popular. Mas, para evitar desperdícios, e sabendo que, o alimento preparado, se não consumido em determinado tempo, estraga-se facilmente, decidimos pegar os produtos e montar cestas, que serão entregues a partir de quarta-feira, 01. Tudo será realizado de forma ordenada, com agendamento para evitar aglomeração de pessoas”, destacou Janaína.

Uma das coordenadoras da Sedes, Divina Leide, explica quem poderá receber o alimento. “As famílias atendidas pelo PAIF, são as mesmas atendidas pelo Bolsa Família, que estão em situação de vulnerabilidade social, ou que, passaram por algum tipo de violação de direito e que são atendidas no Cras. Nós temos uma lista dessas famílias, que são acompanhadas regularmente, e este é um dos grupos que vamos atender. Outro grupo será de algumas famílias que foram atingidas pelas chuvas, aquelas que não chegaram a ficar desabrigadas, mas que tiveram grandes perdas materiais e de alimentos”, informou.

Ela explicou ainda que a princípio, serão entregues semanalmente, 50 em cada Centro de Referência, e que a entrega inicia no CRAS Cafeteira. Divina também enfatizou que “a entrega está sendo agendada, para evitar tumultos nas portas dos CRAS, bem como não impor riscos à saúde dos usuários”, disse.

A Sedes enfatiza que a população não precisa se aglomerar, pois a entrega será gradativa e ordenada, somente com agendamento, com entrega para apenas 10 usuários por horário agendado. 

Assistência Social

Apaixone-se por Imperatriz