Saúde

SAÚDE

Prefeitura entrega novo prédio da Vigilância Sanitária

Após 14 anos de espera, órgão passa a funcionar em prédio próprio, gerando economia aos cofres públicos

Publicado em: 22/06/2020 por Kalyne Cunha

Secretaria de Saúde

Prefeitura entrega novo prédio da Vigilância Sanitária

O prédio é localizado na Luís Domingues esquina com a Simplício Moreira. (Foto: Arquivo)

Ações da Secretaria Municipal de Saúde não param mesmo diante a pandemia de coronavírus. Nesta segunda-feira, 22, às 16h, a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Saúde, Semus entregará as novas instalações da Vigilância Sanitária que funcionará na Rua Luís Domingues, esquina com a Simplício Moreira no Centro da cidade.

A secretária de Saúde do município, Mariana Jales, afirma que as atividades e ações seguem, principalmente, na área da saúde. “Mesmo em meio à pandemia de coronavírus, a gestão do prefeito Assis Ramos tem se mostrado muito preocupada com o andamento das atividades e ações municipais. Atenção especial é dada à Secretaria Municipal de Saúde. Hoje temos a satisfação de entregar à população o novo prédio da Vigilância Sanitária, que antes funcionava em imóvel alugado. Além de gerar economia aos cofres públicos, as novas instalações passaram por reformas e o ambiente foi todo climatizado. O prédio possui localização estratégica, no Centro da cidade, e estacionamento próprio o que favorecerá a população. A partir de hoje estará em pleno funcionamento para toda a população”.

A coordenadora interina da Vigilância Sanitária em Imperatriz, Valdenice Ribeiro, enfatiza que este é um momento muito aguardado por toda a saúde no município. “Por trabalhar com todos os tipos de estabelecimentos é importante que estejamos bem centralizados e oferecermos fácil acesso para o público que vai de ônibus ou transporte próprio procurar pelos serviços. Hoje estamos recebendo um presente muito sonhado, que é o prédio da Vigilância Sanitária que desde 2006, não tinha sede própria”, descreve.

De acordo com o setor de engenharia da Semus, a reestruturação do prédio inclui melhorias como a reforma do telhado, recuperação de emboço (massa única) nas paredes internas e externas, instalação de forro PVC, instalações elétricas e lógicas completamente novas, pintura geral, instalação de novas portas, construção de um banheiro na recepção, construção de divisórias adequando ambientes, estacionamento com piso em concreto armado e reforma das instalações hidráulicas e sanitárias. A nova estrutura é composta por recepção, oito salas destinadas a escritórios, arquivos, uma cozinha, três banheiros e uma sala de reunião.

Além da direção, a Vigilância Sanitária possui 3 núcleos de serviços administrativos que é o núcleo de educação e comunicação, núcleo jurídico e de fiscalização do exercício profissional, que compreendem o atendimento e toda a parte burocrática. Há os núcleos do meio ambiente, alimento, serviços de saúde e produtos que compreendem a fiscalização de campo, que possuem base na sede.   

Dentre os serviços prestados à população, a Vigilância Sanitária é responsável por todo o processo de liberação de alvará sanitário, fiscalização, regulamentação de cadastro de responsáveis técnicos (médicos, farmacêuticos, químicos), notificação de receituário de medicação controlada para médicos, recebimento de mapas de medicamentos controlados das drogarias. Há o núcleo responsável pelos estabelecimentos que lida com alimento, núcleo de serviço de saúde que fiscalizam clínicas médicas, consultório odontológico, consultório médico, consultório de fisioterapia e todos os estabelecimentos que estão relacionados à área de saúde como as academias. O núcleo de meio ambiente fiscaliza as escolas, clubes, locais de evento. Já o núcleo de produtos fiscaliza todas as drogarias, comércio de cosmético, dedetizadoras dentre outras.

Atualmente a Vigilância Sanitária conta com o número de 32 servidores e realiza as ações de orientação e educação voltadas aos estabelecimentos comerciais, que atuam direta ou indiretamente com alimentos, produtos, serviços de saúde e meio ambiente. Neste período de pandemia, o órgão fiscaliza o uso de Equipamento de Proteção Individual, EPIs, nos estabelecimentos para conter o avanço do coronavírus.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz