Saúde

MANUTENÇÃO

Prefeitura desbloqueia Estratégia e Saúde da Família e receberá recursos

Mesmo sem repasse federal, Município manteve pagamento das equipes em dia

Publicado em: 09/02/2018 por Maria Almeida

Secretaria de Saúde

Prefeitura desbloqueia Estratégia e Saúde da Família e receberá recursos

Mesmo sem repasse federal, a Prefeitura de Imperatriz manteve pagamento das equipes em dia (Foto: Edmara Silva)

Após quase um ano e meio de pagamento bloqueado, devido a falhas na estrutura das Unidades Básicas de Saúde, constatada em vistoria feita pelo Ministério da Saúde, em 2016, 18 equipes de Estratégia e Saúde da Família de Imperatriz foram liberadas para receberem o repasse. Durante esse período, a prefeitura não obteve os recursos financeiros, e no entanto, desde janeiro de 2017, paga com dinheiro próprio do município o trabalho desenvolvido pelas equipes e os salários, sem atraso, dos profissionais.

Com a medida, a partir de março, o recurso voltará às contas da prefeitura. “Quando assumimos, todas as equipes estavam bloqueadas, logo em seguida foram desbloqueadas uma parte e ainda ficaram 18. Agora, após o trabalho de melhoria das UBS´s, com reparos, reformas, ampliações, contratação de servidores e produção comprovada das equipes é que conseguimos recuperar a verba” – explicou a coordenadora da Atenção Básica, Érika Tourinho.

Em números, a Secretaria Municipal de Saúde passa a receber os 95% dos salários dos agentes comunitários de saúde e a bolsa para médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem atuantes na estratégia e saúde da família. “É importante destacar que mesmo sem receber a verba do MS, nesse período, nunca faltou atendimento nos postos, nem domiciliar; mas agora vamos poder investir mais em estrutura física, aquisição de materiais, medicamentos e muitas outras coisas que não podíamos, por termos o recurso” – ressaltou o secretário de Saúde, Alair Firmiano.

Conforme relatório assinado pela equipe técnica do Ministério, na época da vistoria, diversas irregularidades foram constatadas desde forro desabado, paredes rachadas a quantitativo de profissionais informados no sistema, sendo que não existiam na realidade. Os apontamentos indicam, inclusive, registro de climatização de ambientes onde não existiam nem ventiladores de teto.

Já no relatório atual, a equipe ressalta a satisfação pelo que foi constatado em Imperatriz. “Há muitos anos passávamos aqui e percebíamos uma situação muito degradante, triste, e não víamos interesse da gestão em mudar. Pela primeira vez, estamos vendo de fato empenho e ações concretas para efetivação de melhorias tanto da estrutura física quanto dos serviços” – afirmou um dos técnicos.

Saúde

Apaixone-se por Imperatriz