Planejamento

MUDANÇA

Prefeitura dialoga com ambulantes do Calçadão

Cerca de 50 vendedores terão que deixar o espaço durante revitalização do local

Publicado em: 10/08/2018 por Elton Sales

Secretaria de Planejamento Urbano

Prefeitura dialoga com ambulantes do Calçadão

Gestão municipal busca solução para a situação dos vendedores ambulantes do Centro (Foto: Patrícia Araújo)

Com o anúncio da reforma imediata do Calçadão, a Prefeitura de Imperatriz realizou reunião na manhã desta sexta-feira, 10, com cerca de 50 vendedores ambulantes que atuam diariamente na área. O secretário municipal de Planejamento Urbano, Fidélis Uchôa, explicou que a gestão municipal está buscando uma solução para a situação dos vendedores ambulantes na área central da cidade.
 
De acordo com a coordenadora de Postura da Secretaria de Planejamento Urbano, Maiara Nascimento, "é preciso ouvir os ambulantes tendo em vista que a área será interditada, sem condições da permanência, procuramos uma solução em conjunto".
 
Após a reunião, secretário acompanhado do presidente da Associação dos Vendedores Ambulantes do Calçadão, Breno Santos, visitaram as vias paralelas para escolher uma alternativa viável. "A pedido do prefeito Assis Ramos, foi sugerido remanejamento para um local provisório, até a construção do próprio shopping da cidade. O início da obra do Calçadão anunciada pelo Governo do Estado veio de forma surpresa a tanto aos ambulantes como para a Prefeitura, assim disponibilizaremos um espaço para fazer a relocação, para que os ambulantes possam trabalhar tirando o sustento das suas famílias e que o comércio e o passeio público não sejam inviabilizados", explicou o secretário Fidélis.
 
Breno agradeceu a intermediação. "A atitude do governo municipal é louvável em se preocurar com organização de todos os trabalhadores, os vendedores sabem que precisam ser remanejados para que aconteça a obra".
 

LOCAL PRÉ-DEFINIDO 

 
O novo espaço de trabalho dos ambulantes será na Rua Amazonas entre Dorgival Pinheiro de Souza e Getúlio Vargas. De acordo com a equipe da Seplu, a proposta é organizar os trabalhadores apenas de uma lado da via.
 
"Estaremos trabalhando em sintonia com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran, para minimizar os impactos aos motoristas que precisam trafegar nessas ruas, onde os ambulantes serão abrigados”, explicou Maiara Nascimento. O endereço vai ser discutido pela categoria e posteriormente será marcada a data da relocação.

Planejamento

Apaixone-se por Imperatriz