Oportunidade

OPORTUNIDADE

Jovens assistidos pela Sedes são inseridos no mercado de trabalho

Além de remuneração salarial, alguns foram encaminhados a empregos com direito a plano de saúde, odontológico e cesta básica

Publicado em: 26/03/2019 por Maria Almeida

Secretaria de Desenvolvimento Social

Jovens assistidos pela Sedes são inseridos no mercado de trabalho

A estudante do curso Técnico de Meio Ambiente é a 4° beneficiada pelo Programa ACESSUAS em 2019 (Foto: Maria Almeida)

Adolescentes acompanhados pela Política de Assistência Social do Município conquistaram vagas de emprego em 2019, por intermédio do Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho, ACESSUAS, em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola, CIEE. Jovens encaminhados estão atuando na Caixa Econômica Federal, Grupo Mirante de Comunicação e Loja de Variedades do Grupo Jorge Batista.

A última encaminhada esta semana, foi a estudante do curso Técnico em Meio Ambiente, Sthefane Natália da Silva Medeiros, de 18 anos. Ela era acompanhada pelo CRAS Bom Jesus e começará suas atividades laborais no início de abril. “Eu fui encaminhada e participei de uma seleção com várias etapas, mas graças a Deus fui contratada”, informou a adolescente.

Sthefane vai atuar pelo programa “Jovem Aprendiz Legal” na área  de logística e produção. Ela relata que está ansiosa e que já tem planos traçados. “Meu maior desafio agora é trabalhar para fazer parte do quadro efetivo da empresa. E de já, vou guardar uma parte do meu salário para ajudar na minha faculdade, e a outra vou usar para ajudar na reforma da minha casa e construir meu quarto”, comemorou sorridente.

A jovem que terá seu primeiro emprego, mora com os pais e dois irmãos no bairro Bom Jesus, e acredita que a atuação da Sedes foi fundamental para sua conquista. “Foi importante, porque o encaminhamento fez com que eu fosse  chamada para as entrevistas. Além disso, lá no CRAS eu me preparei, além de todas as orientações que recebi, fiz curso de informática e de teatro que me ajudou a desenvolver postura, fala e oratória. As orientações foram essenciais para meu comportamento durante o processo de seleção”, finalizou a  estudante que pretende se formar em Engenharia Florestal.

A Secretária de Desenvolvimento Social, Janaina Ramos, ressalta que os jovens encaminhados para as vagas são adolescentes acompanhados  pelos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, SCFV,  e pelos Centros de Referência em Assistência Social, CRAS. “Antes, eles passam por uma avaliação com prova escrita sobre conhecimentos gerais e análise de comportamento para ver se atendem ao perfil solicitado pela empresa”, explicou.

Além disso, segundo a coordenadora do ACESSUAS, Aretuzza Lopes, é feito um trabalho de preparação com esses jovens em encontros quinzenais, onde é explicado sobre uma série de procedimentos. “Os adolescentes são preparados com oficinas sobre comportamentos em entrevistas, currículo, importância de estar inserido na escola e sobre o que a empresa espera do jovem aprendiz”, afirmou.

Oportunidade

Apaixone-se por Imperatriz