Meio Ambiente

MEIO AMBIENTE

Paisagismo traz vida e beleza aos 168 anos de Imperatriz

Repaginada dos espaços públicos remetem à proximidade com o meio ambiente e à beleza do município

Publicado em: 13/07/2020 por Léo Costa

Secretaria do Meio Ambiente

Paisagismo traz vida e beleza aos 168 anos de Imperatriz

Mudas de várias espécies contemplam os espaços públicos da cidade (Foto: Assessoria)

Em comemoração aos 168 anos de Imperatriz, celebrado em 16 de julho, a cidade vem recebendo serviços de melhorias no setor de paisagismo dos espaços públicos que remetem à proximidade com o meio ambiente e à beleza do município. A ação é desenvolvida pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh.

“Antes de tudo parabenizo Imperatriz pelos seus 168 anos de existência. Estamos dando uma repaginada no paisagismo como forma de comemorarmos seu aniversário. O paisagismo se faz necessário para produzir cenários criativos, agradáveis e ao mesmo tempo criar uma aproximação maior da população com o meio ambiente, colaborando com a qualidade de vida das pessoas”, enfatizou a titular da Semmarh, Rosa Arruda.

A intervenção é feita pelo Setor de Áreas Protegidas e Paisagem da Semmarh, responsável pela elaboração, execução dos projetos paisagísticos e manutenção dos pontos revitalizados com controle de pragas, adubação e irrigação, seguindo as diretrizes sustentáveis.

De acordo com a paisagista Olinda Noleto de Sousa, coordenadora do Setor de Áreas Protegidas e Paisagem, as atividades estão em processo de manutenção e revitalização. “Estamos trabalhando em todos os espaços de responsabilidade da Prefeitura, sempre mantendo a qualidade do paisagismo da nossa cidade, que já é bastante elogiado e com conceito pautado por uma gestão eficiente e sustentável”, disse.

Os exemplares utilizados na revitalização incluem Ipê de várias cores, Ipê mirim, mogno, palmeiras, açaí, buriti, oiti e caroba, e dentre as plantas ornamentais estão a resedá, bougainville, espécies diversas de jasmim e espirradeiras coloridas e gramas em placas. As mudas são cultivadas no Viveiro Municipal, Parque Alvorada I, como também, doações de parceiros e madeira de reaproveitamento.

Meio Ambiente