Hospital Municipal de Imperatriz

HMI

Prefeitura reinaugura ala para pacientes da ortopedia e vascular do Socorrão

Com a reforma, o Hospital Municipal de Imperatriz vai desafogar o pronto-socorro.

Publicado em: 04/10/2019 por João Rodrigues

Secretaria de Saúde

Prefeitura reinaugura ala para pacientes da ortopedia e vascular do Socorrão

Hospital Municipal recebe quatro frentes de serviços de reformas e ampliações. (Foto: Patrícia Araújo)

O prefeito Assis Ramos e o secretário municipal de saúde, Alair Firmiano entregaram oficialmente à população, na manhã desta sexta-feira, 4, a reforma de uma ala do Hospital Municipal de Imperatriz, HMI, que vai receber pacientes de cirurgia vascular e ortopedia. A obra integra quatro frentes de serviços que a gestão municipal está desenvolvendo no HMI, com o objetivo de ofertar melhor atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, SUS.

A ala reinaugurada é composta por um posto de enfermagem, 31 leitos para internação, sala de prescrição médica, de utilidades e outra sala para guardar material de pacientes.

A diretora-geral do HMI, Marília Carvalho, destacou que a obra é um grande avanço para unidade e foi montada com as enfermarias dentro do que preconiza o Ministério da Saúde. “O grande avanço é que todas as enfermarias estão climatizadas, banheiro adequado para pacientes com deficiência, leitos com dimensionamento do tamanho do espaçamento entre os leitos para favorecer o transporte do paciente em maca e a movimentação dentro da própria enfermaria”, explicou.

O secretário de saúde, Alair Firmiano, reforçou que a ala vai desafogar o pronto-socorro do hospital e retirar aqueles pacientes que ficavam em macas nos corredores. “Aqui são 31 leitos a mais e vamos utilizar desafogando assim o pronto-socorro, tirando aquelas macas dos corredores, vamos ter uma sala justamente para colocar estas pessoas que estão em observação, que ficam em torno de 12 horas”, frisou.

Após a reinauguração, o prefeito Assis Ramos disse que a obra é mais uma das várias ações da gestão municipal na área da saúde e citou como exemplo, as reformas da fachada e do Centro Cirúrgico, que mesmo sendo o local mais delicado do hospital, não recebia reforma há dez anos.

“Está excelente, claro que não. Onde é que tem na saúde pública do Brasil um lugar de excelência, acho que existe poucas que podemos contar nos dedos, mas nem por isso a gente se acomoda ou deixar de trabalhar”, disse acrescentando que tem orgulho de ter em sua equipe o secretário Alair, a adjunta Mariana Jales e a diretora geral do hospital, Marília Carvalho e Bárbara Rodrigues, no comando do Socorinho.

Funcionamento da ala vascular e de ortopedia

De acordo com Marília Carvalho, o paciente vai ser atendido no pronto-atendimento pela equipe plantonista e em caso de necessidade o clínico geral vai solicitar o atendimento pelo médico especialista. Ao ser atendido por um médico angiologista (vascular), o paciente  poderá ser encaminhado para internação na ala, mesma situação do paciente da ortopedia.

Marília fez questão de citar todas as obras em andamento atualmente no HMI, que totalizam quatro frentes de trabalho. “Convém ressaltar que hoje o Hospital Municipal tem quatro frentes de reformas: fachada com 50% concluída; Pronto-atendimento setor da imagem que está com 30% concluído; Bloco-cirúrgico que está na quinta sala reformada das sete; Serviço de Nutrição e Dietética que contempla o refeitório e a cozinha onde também será reformado e já estamos começando e agora vamos para mais uma que será a reforma das enfermarias, que começou pela reforma da enfermais da vascular e da ortopedia”, finalizou.

 

 

Hospital Municipal de Imperatriz

Apaixone-se por Imperatriz