Educação

ALIMENTAÇÃO

Teste de Aceitabilidade da merenda escolar é aplicado nas escolas da zona rural

Mais de 100 alunos avaliaram o cardápio alimentar

Publicado em: 22/05/2019 por Sara Ribeiro

Secretaria de Educação

Teste de Aceitabilidade da merenda escolar é aplicado nas escolas da zona rural

A porcentagem ideal para resultado satisfatório é o índice igual ou maior a 85% (Foto: Divulgação)

Escola Municipal Afonso Pena, no povoado 1.700, zona rural, recebeu na terça-feira, 21, equipe do Setor de Nutrição da Secretaria de Educação, Semed, para aplicação do Teste de Aceitabilidade. Objetivo é avaliar junto aos 112 alunos da instituição qual a impressão sobre o cardápio da merenda escolar.

Com guarnição de arroz com abóbora, carne picada ao molho e couve, a preparação da merenda escolar foi acompanhada pelas nutricionistas Cláudia Tocantins Jorge, Clayciane Silva Albuquerque e pelo Conselho de Alimentação Escolar, CAE.  Após servido a alimentação os alunos foram direcionados para a avaliação nas salas de aula.

O diagnóstico de aceitabilidade consiste no preenchimento da ficha escala hedônica facial e mista direcionada aos alunos de 1º ao 5º ano, com linguagem adequada para as crianças. Para as turmas de 6º ao 9º ano foi aplicada escala hedônica verbal, no qual questiona a impressão do aluno a partir dos quesitos: adorei, gostei, indiferente, não gostei e detestei. A porcentagem ideal para resultado satisfatório é o índice igual ou maior a 85%.

“Medir a aceitação do cardápio escolar é muito importante, pois são os alunos que precisam nos indicar os ajustes necessários do cardápio, que dependendo do resultado a preparação pode ser retirada do cardápio ou modificada, com substituição de itens”, relatou a nutricionista Cláudia Tocantins.

Seguindo o cronograma de 2019 esse foi o primeiro teste realizado, com programação para ocorrer um por mês em unidades diferentes. Pelo planejamento as próximas instituições a receberem equipe de nutrição serão as Escolas da Amizade, ainda na zona rural, Castro Alves II, zona urbana, Princesa Isabel e Bom Pastor. O teste será aplicado com aproximadamente 1000 alunos.

Após a realização do Teste de Aceitabilidade, o grupo de nutricionistas junto ao Conselho de Alimentação Escolar, CAE, irão realizar uma análise e, a partir dos resultados o cardápio será readaptado de acordo com as necessidades apontadas. 

Educação

Apaixone-se por Imperatriz