Educação

REESTRUTURAÇÃO

Prefeitura inicia substituição do mobiliário das escolas afetadas pelas enchentes

A Escola Municipal Pirangi, foi a primeira a receber kits de mesas e cadeiras, freezer e bebedouro estão entre os principais itens

Publicado em: 12/04/2019 por Sara Ribeiro

Secretaria de Educação

Prefeitura inicia substituição do mobiliário das escolas afetadas pelas enchentes

Dentre as 12 instituições afetadas pela chuva, a Escola Municipal Pirangi foi a que contabilizou maior prejuízo material e estrutural (Foto: Patrícia Araújo)

Escola Municipal Pirangi, localizada no Parque Alvorada II, recebeu nesta sexta-feira, 12, equipe do Almoxarifado da Secretaria Municipal de Educação, Semed, materiais para reposição dos itens perdidos no alagamento que afetou o bairro na última semana. Dentre as 12 instituições afetadas pela chuva, foi a que contabilizou maior prejuízo material e estrutural.

Com nível acima de 1m dentro das salas de aula, houve perda total de vários itens, dentre eles, mobiliário, computadores da sala de informática, notebooks, freezers, geladeira, bebedouros, todo material didático e documental dos estudantes.

A escola vem recebendo cuidados para retorno das aulas. Ainda no início da semana foi realizada limpeza da lama e retirada dos objetos que viraram lixo. Ação contou com auxílio do Setor de Levantamento da Situação Escolar, LSE, e apoio de mães dos alunos. Toda a instalação elétrica foi revisada, com troca de lâmpadas, tomadas e ventiladores. A manutenção sanitária com esvaziamento das fossas sépticas está em andamento.  

Para normalização do calendário escolar a instituição precisava dos itens recebidos pela Semed, contendo kits de mesas e cadeiras, freezer, bebedouro, material de expediente, limpeza. “Estamos repondo aquilo que temos em estoque no depósito. Infelizmente os prejuízos foram enormes e só conseguiremos substituir tudo que foi perdido aos poucos. Claro que faremos o possível para solucionarmos os problemas das escolas atingidas o mais rápido possível”, destacou o secretário de Educação, Josenildo Ferreira.

Com 485 alunos nos dois turnos, matutino e vespertino, a gestão escolar, junto com assessoria pedagógica da Semed, organizam calendário para repor os dias letivos. De acordo com a gestora, ainda não há previsão de retorno das aulas. “Falta reestruturar muita coisa para que tenhamos as mínimas condições de funcionamento. Nunca tinha visto um alagamento desses, mas com apoio da secretaria e o reforço nacional tudo vai se resolver, porque somos uma escola que prioriza a qualidade, temos um dos melhores idebs do município e vamos nos manter assim” disse a gestora Railena Herênio.

Educação

Apaixone-se por Imperatriz