campanha

CAMPANHA

Aberta Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

Com foco nos esclarecimentos sobre a Lei 13.431/2017 campanha visa melhorar rede atendimento, prevenir e combater os crimes.

Publicado em: 13/05/2019 por Maria Almeida

Secretaria de Desenvolvimento Social

Aberta Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes (Foto: Edmara Silva)

Com objetivo de alertar população para diminuir índices em Imperatriz, foi iniciada na manhã dessa segunda-feira, 13, e segue até dia 17 de maio, programação da Semana de Combate e Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.  Com o tema “Toda Criança tem direito de Ser Feliz”, as discussões começaram com uma capacitação sobre "sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes vítimas de violência" direcionada aos profissionais da rede de proteção às vítimas.

O encontro acontece nesta segunda e terça durante todo o dia no auditório da OAB.  As atividades seguem na quarta-feira com palestra no CRAS Bom Jesus, sobre abuso e exploração sexual, às 9h, e no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do bairro São José, às 15h.

Na quinta, a programação será uma palestra no CRAS Coquelândia, zona rural, às 9h, e uma panfletagem e orientação no Tocantins shopping, das 14h às 17h. Já na sexta-feira, acontece uma mobilização- pitstop com entrega de panfletos e plotagem de adesivos da campanha, na Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa em frente às lojas Economia, das 8h às 11h.

De acordo com a coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social, Creas, Jucilene Reis, ações são alusivas ao Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado dia 18 de maio, e visam capacitar os profissionais e informar a sociedade para que as pessoas de Imperatriz saibam como proceder frente às denúncias.

Segundo ela, em 2019 já receberam 169 denúncias e 69 casos foram confirmados pela justiça. “Este número é relevante, se comparado a 2018, o que não significa que houve aumento, mas que as pessoas estão mais conscientes e denunciando, por isso é importante capacitar e melhorar o atendimento dos serviços ligados à proteção; e também, alertar a população, pois  o 18 de maio é um dia de repúdio, dia de nos fazer lembrar que precisamos dizer não a este crime, agindo para combatê-lo”, ressaltou a coordenadora.

Ela explica ainda que tanto na capacitação quanto nas palestras serão tratados sobre a Lei 13.431/2017 que trata sobre Escuta Especializada e Depoimento Especial. Para tanto, diversas entidades e instituições estão reunidas em parceria com a Prefeitura na realização das ações. Dentre elas, estão: Ministério Público Estadual, Defensoria Pública, Vara da Infância e da Juventude, ICRIM, SEST/SENAT, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, CMDCA, Conselho Tutelar e Devry Wyden; além da empresas Armazém Paraíba.

campanha

Apaixone-se por Imperatriz