Blog

Nossa Memória

Marco Zero

Publicado em: 07/03/2018 por Domingos Cezar

O livro “Imperatriz – Uma avozinha de cem anos”, de autoria do escritor José Herênio, indica a Praça da Metereologia, na confluência das avenidas XV de Novembro e Santa Teresa como o ponto exato da fundação de Imperatriz pelo Frei Manoel Procópio, em 16 de julho de 1852.

Para o historiador, ali foi o local onde Frei Manoel Procópio, com sua população deu início à povoação de Santa Teresa, cuja imagem ele trouxe de Belém, de onde partiu subindo o rio Tocantins com o objetivo de fundar uma povoação em terras paraenses.

Portanto, para José Herênio de Souza, a construção de um monumento, que se denominaria Marco Zero, faz daquele local um dos principais pontos de visitação da cidade, tanto do ponto de vista histórico, como de memória e cultural.

Recentemente os vereadores aprovaram projeto de indicação solicitando ao chefe do executivo municipal a construção desse monumento. Os autores observam que existe um espaço de 100 m² adequado à construção do monumento, que pode se tornar em mais um importante ponto turístico de Imperatriz.

Eles sugerem a criação de um concurso direcionado a técnicos em arquitetura, arquitetos e engenheiros para apresentação de projeto a ser escolhido por uma comissão criada pela Fundação Cultural de Imperatriz. O projeto foi enviado ao executivo para que seja sancionado pelo prefeito Assis Ramos.

José Herênio, autor do livro “Imperatriz – Uma avozinha de cem anos”, é de família tradicional desta cidade, com ramificações em Carolina e Marabá (PA). Piloto de avião aposentado, advogado, escritor, mora há vários anos no Rio de Janeiro. É membro da Academia Imperatrizense de Letras – AIL.

Nossa Memória

Apaixone-se por Imperatriz