Blog

Nossa Memória

Festejos de Santa Teresa D'Ávila

Publicado em: 11/10/2018 por Domingos Cezar

No último dia 16 de julho completaram-se 166 anos que Frei Manoel Procópio do Coração de Maria desembarcou no atual Porto do Curtume com sua comitiva para fundar uma povoação por determinação do presidente da Província do Pará, Jerônimo Francisco Coelho. Missionário Carmelita, Frei Manoel Procópio trouxe consigo a imagem de Santa Teresa D’Ávila, a bíblia sagrada e a boa nova de Jesus Cristo, em sua missão evangelizadora. Dessa forma, a partir de então, as famílias que vieram com o sacerdote se juntaram aos índios Krikati e Guajajara.

Em outubro Frei Manoel Procópio celebrou no lugarejo que ele denominou de Vila de Santa Teresa, o primeiro festejo em honra a Santa Teresa D’Ávila, que se tornou com a povoação agora cidade, a padroeira de Imperatriz. Porém, entre Frei Manoel Procópio até aos dias de hoje, quando a Matriz de Santa Teresa tem como pároco o Padre Francisco Rodrigues da Silva foi uma longa caminhada pautada em grandes dificuldades. A história dos festejos e da igreja não foi registrada durante décadas.

O registro histórico reiniciou na década de 30, quando Frei Lourenço ao substituir Frei Querubim tentou demolir a velha igreja para ser reconstruída. Por entender que era um sacrilégio criou-se entre alguns fiéis um movimento de protesto liderado pela beata Amância.

Frei Lourenço idealizou então a realização de um leilão durante os festejos visando angariar recursos para a reconstrução do templo, mas, ninguém apareceu para arrematar as prensas e o leilão foi um verdadeiro fracasso em termos financeiros.

Com todas essas dificuldades a construção da nova igreja foi concluída em 1937 com a realização do festejo. Este ano o festejo completa 166 anos com o tema: “Ide e Pregai o Evangelho a Toda Criatura” Marcos 16:15, vivenciando ao mesmo tempo, as Santas Missões Populares.

 

Nossa Memória

Apaixone-se por Imperatriz