Blog

Nossa Gente

Maria Luísa Rodrigues de Sousa

Publicado em: 12/12/2018 por Domingos Cezar

Nascida no povoado Conduru, município de Colinas (MA), Maria Luísa Rodrigues de Sousa veio predestinada a lutar em defesa dos direitos de negras e negros, sua raça. Seus pais Maria José Rodrigues de Sousa e Henrique Ozino de Sousa trabalhavam na lavoura e na quebra de coco babaçu.

Iniciou seus estudos aos 10 anos, mas logo teve que ganhar mundo em busca de sua realização. Estudiosa, concluiu o curso de Magistério em 1986. No ano de 2002 graduou em Letras com habilitação em inglês, português e literatura, pela Universidade Federal do Tocantins.

Durante sua trajetória, sempre esteve envolvida com a educação das relações étnico-raciais. Buscou valorizar sua negritude desde criança, se defendendo das constantes agressões racistas. Quando começou a trabalhar sentiu a necessidade de assumir cada vez mais sua identidade negra.

Chegou a Imperatriz em 1987 sendo admitida como supervisora na Secretaria Municipal de Educação - SEMED, através do projeto Fundação Educar. No ano seguinte migrou para a Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS, retornando depois para a SEMED como professora na Escola Beira Rio.

No ano de 1992 foi trabalhar como concursada, no município de Sampaio (TO), depois foi transferida para Araguatins (TO) e em seguida para São Miguel (TO). De volta a Imperatriz se juntou a um grupo de pessoas negras nas dependências da então UEMA, para discutir a étnico-racial e as atividades que buscam valorizar negras e negros.

Essas discussões a levaram à fundação do Centro de Cultura Negro Cosme – CCNNC, entidade da qual foi presidenta no período de 2004 a 2008. Durante sua gestão foi criada em 2007, a Coordenação de Educação da Igualdade Racial – CEIRI, e que ainda continua atuando.

Participa desde 2010 do projeto "ALMA: Reescrevendo as histórias de comunidade quilombolas em Alcântara (MA)", pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA/CCSST), em atividades de pesquisa e extensão, como forma de viabilizar cada vez mais a população negra, com parceria do CCNNC.

Atualmente é vice-presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Maranhão (CEIR/MA) representando a sociedade civil realizando ações que favoreçam o povo negro em todas as dimensões humanas. No segundo semestre desse ano, por merecimento, a Câmara de Vereadores recebeu o título de Cidadã Imperatrizense.

Nossa Gente

Apaixone-se por Imperatriz