Blog

Nossa Gente

José Francisco e Antonieta Fernandes Pereira, história de amor pela família e por Imperatriz

A entrega da Comenda Frei Manoel Procópio será nesta sexta, 12, no Palácio do Comércio

Publicado em: 10/07/2019 por Kayla Pachêco

Assessoria de Comunicação

Um dos eventos mais tradicionais do aniversário de Imperatriz, a entrega da Comenda Frei Manoel Procópio, será realizado nesta sexta-feira, 12, às 19h30, no Palácio do Comércio, no Centro, e, integram as festividades dos 167 anos do município. A solenidade que homenageia sete personalidades que fizeram ou fazem história na cidade, mais uma vez será acompanhada da entrega do Troféu Jurivê de Macedo, e da distinção honrosa Orgulho da Gente, que reconhecem o trabalho de profissionais em diversos setores.

Conheça o casal que receberá a Comenda Frei Manoel Procópio:

José Francisco e Antonieta Fernandes Pereira, história de amor pela família e por Imperatriz


Eles Foram apresentados na casa de um amigo. Ele rapaz solteiro e ela uma moça tímida e faceira, que estava passando uma temporada em Buriti-Bravo na casa da irmã Corina.

A paixão do Zequinha veio com o café servido pela moça magrinha, de cintura fina e cabelos curtos e encaracolados. Ela se apaixonou pela elegância e modos gentis e calmos do moço. 

Casaram-se no Natal de 1962 (ele com 39 anos e ela com 23 anos). Logo depois do casamento foram morar em Ponta D’Agua, zona rural de Buriti Bravo, onde nasceu a primeira filha Edna.

Mas Dona Antonieta achou que na “roça” não teria condições de oferecer aos filhos uma educação formal que a eles como pais não foi possível ter acesso. E o primeiro desafio se apresentava àquele jovem casal. Foram morar então em Buriti-Bravo, e de vaqueiro e agricultor seu Zequinha passou a comerciante.

Nasceu em Buriti Bravo a filha Ana Regina e filho José Antônio. Logo decidiram mudar-se para Imperatriz na década de 1970, onde os pais de dona Antonieta já moravam. Aqui nasceram os outros quatro filhos: Reginaldo, Marta, Marcos e Hélia.

Antonieta, desde o início, já demonstrava ser uma mulher diferente. Não conseguia ser só a dona de casa. Montou uma banquinha para vender café e cuscuz na frente de sua casa. Logo já estava vendendo cigarro e transformando a banquinha em comércio.

Os dois resolveram alugar um ponto comercial no cruzamento da Avenida Getúlio Vargas com a Rua Maranhão, onde montaram uma mercearia e logo uma sorveteria. Com muito trabalho, a família prosperou, Sr. Zequinha pediu demissão do emprego, e desde então os dois (Zequinha e Antonieta) trabalham juntos há quase 60 anos. 

Compraram terreno na Avenida Dorgival Pinheiro com a Rua Piauí e construíram a casa própria. Foram tempos desafiadores para o casal criar e educar os sete filhos. Mas com ajuda de Deus e a terminação do dois conseguiram formar seis dos sete filhos. Hoje eles podem contar com os mais variados profissionais à sua volta, médico, odontólogo, advogado, professor, fisioterapeuta e comerciante.

O tempo Passou, atualmente o Sr. Zequinha tem 95 anos e Dona Antonieta 80. Possuem uma família com sete filhos e dez netos. E é possível encontrá-los trabalhando das 6:00 às 18:00 em sua lanchonete, servindo além de delicias, boas histórias e um exemplo de vida dedicada à família, ao trabalho e à cidade.

Pelo exemplo de união e perseverança, bem como pelas décadas de trabalho crescendo junto com Imperatriz, em nome de todas as famílias que têm no amor o seu sustento, o casal recebe em 2019 a Comenda Frei Manoel Procópio.

Nossa Gente

Apaixone-se por Imperatriz