Blog

Nossa Cidade

Algumas praças de Imperatriz

Publicado em: 03/04/2017 por William Castro

Mais que a necessidade de se construir espaços para socialização, a maioria das praças em Imperatriz surgiram da expansão da igreja católica em ambientes públicos na cidade. Em 1852, a expedição de fundação chegou no município através das águas do Rio Tocantins. Dessa forma, os que aqui chegaram construíram casas e vidas às margens deste rio, na Rua XV de Novembro, local de tantos fatos históricos.

Conhecida inicialmente como Largo da Matriz, Praça da Concórdia e depois Praça da Metereologia; a primeira praça da cidade teve início com a construção da Capela de Santa Tereza feita por Frei Manoel Procópio em homenagem a sua santa de devoção na Rua XV de novembro. Com praticamente uma rua até 1936, as principais manifestações públicas da cidade eram realizadas ali.

Com o passar dos anos, a cidade cresce e com ela, as construções. Em 1954, Frei Epifânio D’Abadia solicita ao então prefeito Simplício Moreira a doação de um terreno e dá início a construção da Igreja Nossa Senhora de Fátima e assim é também destinado o espaço para a Praça de Fátima, delimitada pela rua Simplício Moreira e pelas avenidas Dorgival Pinheiro e Getúlio Vargas. Inicialmente, a praça era apenas um espaço vazio com árvores e comércio próximo, o que aumentava o fluxo de pessoas. As ações de melhoria do espaço para se tornar um ambiente propício às ações públicas tiveram início no governo do prefeito Raimundo Souza e Silva, em 1970.

Em 1960, surge a popularmente conhecida como Praça da Cultura mas, esta tem como nome oficial Praça Prefeito Renato Cortez Moreira. Localizada na Rua Coronel Manoel Bandeira, teve no período militar o nome de Praça Castelo Branco. O nome Praça da Cultura foi enraizado entre populares por sediar o “Passo da Cultura”, onde hoje é localizada na Academia Imperatrizense de Letras, nas imediações da praça.  

Também na década de 1960, foi construída a Praça Brasil a partir do crescimento e organização de um dos maiores espaços de comércio popular na cidade, o Mercadinho.

Planejada no governo do então prefeito Carlos Amorim na década de 1970, a Praça da Bíblia teve como nome inicial, Praça Imigrantes, uma relação direta com o fluxo de pessoas que chegavam à cidade vindos de vários estados do país e por ali passavam.

No Bairro União, esta localizada a praça mais arborizada da cidade de Imperatriz, a Praça União, entre as ruas Teresa Cristina e Dom Pedro II. Voltada a ações de lazer para a população, o ambiente conta com quadra de esportes e amplo espaço para ações sociais muito utilizado por moradores da região

Na Rua Euclides da Cunha, no Bairro Vila Nova, encontra-se a Praça Ferro de Engomar, que oficialmente é nomeada Praça Manoel Cecílio.

Entregue à comunidade pela Prefeitura de Imperatriz em 2015, a Praça Mary de Pinho localiza-se na Avenida Santa Tereza, ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) – Centro. Com jardim, fonte de água e equipamentos de lazer, a praça homenageia em seu nome, uma das mulheres expoente na historia de Imperatriz. Professora e vereadora Mary de Pinho,  teve uma profissional e política dedicada ao esporte e educação.

No Bairros Três Poderes, a comunidade possui a Praça Pedro Américo que é utilizada diariamente por moradores como espaço de prática esportiva. O nome da praça homenageia um importante empresário que integra também a história da cidade, foi presidente do extinto Clube Juçara e também do Rotary.

Bastante frequentada pela juventude, a Praça Mané Garrincha localiza-se em frente ao Estádio Municipal Frei Epifânio e atrae o público pelos espaços direcionados ao esporte com o diferencial do ambinete para prática de skate. 

 

 

Nossa Cidade

Apaixone-se por Imperatriz